Biografia

Jornalista formada pela Cásper Líbero, doutora em História Social pela USP, com bolsa do CNPQ e pós-doutora pelo IEB/USP, com bolsa da Fapesp, foi responsável pela implantação do Centro de Documentação e Memória da Pinacoteca do Estado de São Paulo em 2005. Sócia da Iconographia, banco de imagens especializado em temas brasileiros e fundadora da Usina de Conteúdos, Produtora Cultural sucessora da Companhia da Memória, de 1985.  Recebeu o título de cidadã paulistana em 2011 da Câmara Municipal de São Paulo, iniciativa do vereador Eliseu Gabriel. Vive em Paris desde 2016 onde, de 2018 a 2019, manteve o programa semanal de notícias, “Conexão francesa” para o canal do Opera Mundi e, no momento, realiza um segundo pós-doutorado na Universidade da Sorbonne sobre os modernistas brasileiros nos anos 1920.

IMG_3917PB.jpg

  1. Livros publicados 

 

  • Monteiro Lobato: Furacão na Botocúndia. São Paulo: SENAC, 1997, 392 p. (em coautoria). Prêmios Jabuti e Livro do Ano/não ficção, pela Câmara Brasileira do Livro em 1998. 

  • Villa Kyrial: crônica da Belle Époque paulistana. São Paulo: SENAC, 2001, 256 p. Prêmios Clio da Academia Paulistana de História, menção honrosa do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e Prêmio Alejandre J. Cabassa de Memória da União Brasileira de Escritores, outorgados em 2002.  

  • A turma do Sítio na Semana de 22: uma aventura modernista. São Paulo: Globo, 2002, 74 p. (reeditado em 2012)

  • A imagem e o gesto – fotobiografia de Carlos Marighella. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 1999, 64 p. (em coautoria). Finalista do Prêmio Jabuti de 2000. 

  • A Semana de 22: entre vaias e aplausos. São Paulo: Boitempo, 2002, 184 p. Prêmio de melhor ensaio historiográfico de 2003, pela Academia Paulista de Letras. 

  • Yes, nós temos bananas. São Paulo: SENAC, 2003, 256 p. (em coautoria). Publicado também em formato digital para Kindle no Amazon em português.

  • Em que ano estamos? Uma expedição pela história de São Paulo. São Paulo: Cia. da Letras, 2004, 192 p. Altamente recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infanto-juvenil (FNLIJ) em maio de 2005. 

  • Micróbios na cruz. São Paulo: Companhia das Letras, 2005, 230 p. Publicado também em formato digital para Kindle no Amazon.

  • Nas pegadas do saci. São Paulo: Conex, 2005, 80 p. 

  • A Semana de 22: revolução estética? São Paulo: Lazuli/Companhia Editora Nacional, 2007, 112 p. 

  • Musa Impassível: a poetisa Francisca Júlia no cinzel de Victor Brecheret. São Paulo: Imprensa Oficial, 2007, 130 p.

  • Juca e Joyce: memórias da neta de Monteiro Lobato. São Paulo: Moderna, 2007, 110 p. Altamente recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infanto-juvenil (FNLIJ) em abril de 2007 na categoria Informativo. Selecionado para compor o acervo do PNBE – 2009. 

  • A travessia do albatroz. São Paulo: Geração Editorial/Nova Fronteira, 2007, 296 p. Publicado também em formato digital para Kindle no Amazon em português e em inglês.

  • Semente de letra. São Paulo: Expressão Popular, 2007, 56 p. 

  • Pinacoteca do Estado: a história de um museu. (org.) São Paulo: Prêmio Editorial, 2008, 206 p. 

  • À mesa com Monteiro Lobato. Rio de Janeiro: SENAC, 2008, 112 p. (em coautoria). 

  • Maurice Costin: uma vida, múltiplas trajetórias. São Paulo: Konsept, 2009, 164 p. 

  • Uma vida: Osório Henrique Furlan. São Paulo: Corset, 2009, 288 p. 

  • Separar depois dos 40: um guia para mulheres que desejam recomeçar a vida. São Paulo: Panda Books, 2010, 140 p. 

  • O Irã sob o chador: duas brasileiras no país dos aiatolás. São Paulo: Globo, 2010, 240 p. (em coautoria). Finalista do Prêmio Jabuti de 2011. 

  • Entre a vanguarda e a tradição: os pensionistas brasileiros na Europa (1912-1930). São Paulo: Alameda Editorial/Fapesp, 2011, 464 p. 

  • Theatro Municipal 100 anos: palco e plateia da sociedade paulistana. São Paulo: Ipsis, 2011, 192 p. 

  • Belle Époque na garoa: São Paulo entre a tradição e a modernidade. São Paulo: Fundação Energia e Saneamento, 2013, 160 p.

  • Diálogos de Samira: por dentro da guerra síria. São Paulo: Moderna, 2015, 184 p. (em coautoria). Altamente recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infanto-juvenil (FNLIJ) em maio de 2016 na categoria Jovem. Selecionado para compor o acervo do PNBE – 2020. 

  • Um menino chamado Vlado, São Paulo/Belo Horizonte: Instituto Vladimir Herzog/Autêntica, 2015, 112 p. Finalista na categoria juvenil dos prêmios APCA em 2015 e do Jabuti (CBL) em 2016.

  • O sentido da vida. Rio de Janeiro: Multifico, 2016, 140 p. 

  • É chique morar em Paris? São Paulo: Folhas de Relva, 2019, 168 p. (edição bilíngue: português/francês). 

  • La guerra en douceur. Formato digital para Kindle/Amazon, 2019, 112 p. (edição bilíngue: português/francês).

  • No quartinho de costura. Formato digital para Kindle/Amazon, 2020, 110 p. 

  • Olha aqui, o Haiti! São Paulo: Estrela Cultural, 2020, 48 p. (em co-autoria; edição bilíngue: português/francês).

  • Meu primo do Benim. São Paulo: Moderna, 50 p. (no prelo)

  • Meus primeiros 100 anos. São Paulo: Folhas de Relva, 2021, 258 p. 

 

2. Publicações em periódicos

 

  • “Luta pela liberdade de expressão marcou a vida de Lobato”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 28/6/1998, p. D 4.  

  • “Más allá del pirlimpimpim”, Revista Latinoamericana de literatura infantil y juvenil, Bogotá, Colombia, Fundalectura/sección colombiana de IBBY, julho/dezembro, 1998, pp. 39-43. 

  • “Duas leituras de Lobato nos anos 20”, Revista da Biblioteca Mário de Andrade, São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura, dezembro de 1998, pp. 135-138.

  • “Carlos Marighella e o projeto da revolução latino-americana”, in América Latina e Caribe e os desafios da Nova Ordem Mundial – V Solar, São Paulo, PROLAM/USP, 1998, pp. 490-501. 

  • “Freitas Valle – o mecenato oficial na Primeira República”, D. O. Leitura, São Paulo, Imprensa Oficial do Estado, novembro de 2000, pp. 19-26. 

  • “Mecenato público, práticas privadas: a subvenção do ensino artístico em São Paulo na Primeira República”, XIV Encontro Regional de História - sujeito na história: práticas e representações, Bauru, São Paulo, EDUSC, 2001, pp. 143-170. 

  • "Villa Kyrial: um oásis artístico em São Paulo", Revista Histórica, São Paulo, Arquivo do Estado/Imprensa Oficial, julho de 2001, pp. 7-9.

  • “Abismos da pós-modernidade”, Cult – revista brasileira de literatura, São Paulo, novembro de 2001, pp. 20-21.

  • "Os salões modernistas", D. O. Leitura, São Paulo, Imprensa Oficial do Estado, janeiro/fevereiro de 2002, pp. 68-77.

  • “Arca antropofágica”, Cult – revista brasileira de literatura, São Paulo, fevereiro de 2002, pp. 50-53. 

  • “Lobato, o Júlio Verne tupiniquim“, Cult – revista brasileira de cultura, São Paulo, abril de 2002, pp. 52-57.

  • “A Cigarra - primeira parte: 1914/1933”, D. O. Leitura, (Caderno Paulista – XXXVI), São Paulo, Imprensa Oficial do Estado, abril de 2002, pp. 1-8. 

  • “Monteiro Lobato: nosso clássico do faz-de-conta”, D. O. Leitura, São Paulo, Imprensa Oficial do Estado, dezembro de 2002/janeiro de 2003, pp. 20-29. 

  • “Uma República nos moldes franceses”, Revista da USP, Coordenadoria de Comunicação Social da Universidade de São Paulo, set/out/nov de 2003, pp. 134-143. 

  • “O Ruaduto: fragmento da memória de São Paulo”, D. O. Leitura, São Paulo, julho/agosto de 2004, pp. 33-40.

  • “Freitas Valle e Jacques D’Avray: o senador-poeta”, Acervo Histórico, publicação da Divisão do Acervo Histórico da Assembléia do Estado de São Paulo, 2o semestre de 2004, pp. 51-64. 

  • “Vanguardas parisienses e o modernismo”, História Viva: grandes temas, Duetto Editorial, São Paulo, julho de 2005, pp. 68-73.

  • “Entre bruxas e sacis”, Folha de S. Paulo, São Paulo, 31/10/2005, p. A 3. 

  • “Saudades das praias que o mar não detesta”, Rio Artes, Instituto Municipal de Arte e Cultura da Secretaria de Cultura, Rio de Janeiro, dezembro de 2005, pp. 30-31. 

  • “Brecheret: arte carregada de vida e elegância”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 17/12/2005, p. D 16.

  • “Conservatório Dramático Musical, 100 anos entre a glória e o descaso”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 26/02/2006, p. D 7. 

  • “Auto-suficiência, o ousado sonho do sítio do Picapau Amarelo”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 30/04/2006, p. D 7. 

  • “Pesquisa sobre o saci e seus trejeitos completa 90 anos”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 15/04/2007, p. D 9. 

  • “O saci pede passagem”, Cadernos de Estudos da Escola Nacional Florestan Fernandes/Literatura e formação da consciência, São Paulo, pp. 79-84. 

  • “O legado de Marta”, Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, IEB/Editora 34, setembro de 2007, pp. 264-273.

  • “Outros carnavais”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 3/02/2008, “Aliás”, p. J 8 e republicado em Kyrial, revista de literatura do curso de Letras da PUC, Campinas, outubro de 2008, pp. 5-7.  

  • “Uma outra civilização”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 15/02/2009, “Aliás”, p.  J 6.

  • “A história sob a lente palestina”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 14/06/2009, “Aliás”, p. J 6.

  • “Prêmio Averróis pela paz entre os povos”, www.icarabe.org e www.maxpressnet.com.br, setembro de 2009. 

  • “Projeção internacional, apesar da censura”, www.icarabe.org, novembro de 2009.

  • “Um peão no xadrez da geopolítica contemporânea”, O Globo, Rio de Janeiro, 2/09/2010, p. 31.

  • “Reinações da censura”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 7/11/2010, “Aliás”, p. J 6.

  • “Falso brilhante”, Carta Maior, São Paulo, novembro de 2010, reproduzido em Pedaço da Vila, São Paulo, dezembro de 2010. 

  • “Para entender melhor o Irã”, Folha de S.Paulo, Tendências e Debates, 6/02/2011, p. A3.

  • “Porque ler Monteiro Lobato”, Jornal dos Trabalhadores sem Terra, São Paulo, abril de 2011, p.14. 

  • “A primavera também é das mulheres árabes”, Folha de S.Paulo, Tendências e Debates, 11/04/2011, p. A3.

  • "Al Nakba em quadrinhos: o cotidiano na Palestina ocupada pelo cartunista Joe Sacco", www.icarabe.org, julho de 2011. 

  • "Marco zero modernista", www.icarabe.org, julho de 2011.

  • "Os desafios de um palco centenário", Folha de S.Paulo, Tendências e Debates, 12/09/2011, p. A3.

  • "Um palco para a futura metrópole", Programa do centenário do Theatro Municipal, Prefeitura de São Paulo, 12/09/11, pp. 4-9.

  • "O encontro de dois opostos", Kyrial, revista de literatura do curso de Letras da PUC, Campinas, outubro de 2011, p. 4.  

  • "Cortina de fumaça", Folha de S.Paulo, Tendências e Debates, 12/11/2011, p. A3.

  • "Coisa do demo", Carta Capital, 14/12/11, pp. 14-15. (em co-autoria) 

  • "Aniversário da revolução leva 1,5 mi à praça Tahrir", Folha de S.Paulo, Mundo, 26/01/12, p. A 11. 

  • "No balanço da vanguarda", Catálogo comemorativo dos 90 anos da Semana de 22, São Paulo, Imprensa Oficial, fevereiro de 2012. 

  • "Noventa anos depois daquelas vaias", Revista Continente, Pernambuco, fevereiro de 2012, pp. 

  • “Amanhecer em Tahrir”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 12/02/2012, “Aliás”, p. J 8.

  • "Quem tem medo de Wall Street?", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 25/03/2012, “Aliás”, p. J 3.

  • "A rosa em cheque", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 29/04/2012, “Aliás”, p. J 2.

  • "Conexão Pepsi-Cola", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 27/05/2012, “Aliás”, p. J 5.

  • "Impressões egípcias", Folha de S.Paulo, Tendências e Debates, 20/06/2012, p. A3.

  • “O califado do pão”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 1/07/2012, “Aliás”, p. J 8.

  • "Egito, uma consciência em construção", Brasil de Fato, São Paulo, 1/08/2012, p. 15. 

  • "A 'noite do poder' de Morsi", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 19/08/2012, “Aliás”, p. J 8.

  • "Uma esquerda equivocada", Folha de S.Paulo, Tendências e Debates, 5/09/2012, p. A3.

  • "Jornal do hejab", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 9/09/2012, “Aliás”, p. J 2.

  • "Um elenco renovado", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 25/11/2012, “Aliás”, p. J 6. 

  • "Decifra-me ou te devoro", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 27/01/2013, “Aliás”, p. J 8. 

  • "Pra lá de Teerã", Revista E, Sesc, São Paulo, março de 2013, pp. 36-7. 

  • "Convocação profunda", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 30/06/2013, “Aliás”, p. E9.

  • "Praça sequestrada", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 4/08/2013, “Aliás”, p. E9.

  • "Um sopro do Irã: entrevista com o cineasta Farshad Fareghi", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 1/12/2013, “Aliás”, p. E9.

  • "A roda da história", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 13/07/2014, “Aliás”, p. E9.

  • “Bienal da destruição”, Folha de S.Paulo, São Paulo, Tendências e Debates, 22/07/2014, p. A3. 

  • "Quitutes de Pedro e Lobato esquentam Paraty”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 31/07/2014, “Paladar”, p. D6.

  • “Coletânia de textos de Pagu não se sustenta”, Folha de S.Paulo, São Paulo, 13/12/2014, Ilustrada, p. E5.

  • “Vol-au-vent com mandioca”, O Estado de S. Paulo, São Paulo, 22/01/2015, “Paladar”, p. D 4 e D5. 

  • "Mão dura no Nilo", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 01/02/2015, “Aliás”, p. E8.

  • "Estranhos no paraíso", O Estado de S. Paulo, São Paulo, 09/08/2015, “Aliás”, p. E5.

  • “Nuit debout: a nova barricada de Paris?”. Revista USP, (111), 16 de dezembro de 2016, pp. 169-172. 

  •  Opera Mundi, 12 de abril de 2017 às 15:40 horas. 

  • “O próximo inquilino do Eliseu”. Opera Mundi, 12 de abril de 2017 às 15:40 horas. 

  • “O ódio de classe venceu a esperança”. Opera Mundi, 27 de jan de 2018 às 18:15 horas. 

  • “Aquarius, uma crítica”, http://esquerdaonline.com.br/2016/10/21/aquarius-uma-crítica/ 

  • “O Brasil em carne e osso”. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 22/09/2018, Caderno 2, p. C3. 

  • “A volta dos galinhas verdes?”. Brasil.257/com. 6/01/2019. 

  • “O lugar do negro na obra de Monteiro Lobato”. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 14/03/2019, Caderno 2, p. 3.

  • “Mão de Trump na repressão aos levantes populares”, Folha de S.Paulo, São Paulo, Tendências e Debates, 14/01/2020, p. A3. 

 

3. Capítulos de livros 

 

  • “História do Presídio Tiradentes: um mergulho na iniquidade”. In FREIRE, Alípio et alli (orgs.) Tiradentes, um presídio da ditadura. São Paulo: Scipione,1997, pp.484-497. 

  • “Personalidades brasileiras”. In TABORELLI, Giorgio (org.) Ícones do século XX. São Paulo: SENAC/Mondadori, 1999, pp. 260-279.

  • “Procura-se Peter Pan”. In CARNEIRO, Maria Luiza Tucci Carneiro (org.), Minorias silenciadas – história da censura no Brasil. São Paulo: EDUSP/Imprensa Oficial do Estado/Fapesp, 2002, pp. 207-235.

  • “Sicília revisitada: uma viagem cultural e gastronômica”. In MONTANARINI, Maria, Os sabores da Sicília. São Paulo: Senac, 2003, pp. 201-258. 

  • “Entre a província e a metrópole: arte e cultura”. In CAMPOS, Candido Malta et alli (orgs.), São Paulo, metrópole em trânsito: percursos urbanos e culturais. São Paulo: Senac/Pref. Municipal de São Paulo, 2004, pp. 90-97. 

  • “São Paulo: 1553 a 2004”, pp. 4-56. In TORRES, Terciano, Pátio do colégio: uma história ilustrada a bico de pena. São Paulo: Globo, 2004. 

  • “Pinacoteca do Estado de São Paulo, 1885-2005: cronologia”. In 100 anos da Pinacoteca: a formação de um acervo. São Paulo: Fiesp/Secretaria de Estado da Cultura, 2005, pp. 14-50. 

  • “O nome verdadeiro”, Contos brasileiros (coletânea), São Paulo: Expressão Popular, 2006, pp. 15-25. 

  • “A imaginação no poder”, texto de apresentação de A festa do saci, de Flávio Paiva, São Paulo: Cortez, 2007, pp. 8-9.

  • “A Pinacoteca em oito tempos: um ensaio histórico”, in Pinacoteca do Estado: a história de um museu. São Paulo: Prêmio Editorial, 2008, pp. 37-135.

  • “Sacis na fazenda”, in Saci, eu vi sim!, São Paulo: Mundo Mirim, 1011, pp. 5-11.

  • "O Conservatório Dramático e Musical", in Praça das Artes, São Paulo: Azougue Editorial, 2013, p. 16.

 

4. Outras informações relevantes  

 

  • Recebeu em dezembro de 1999 o título de doutora com a tese “A Villa Kyrial e o imaginário da Belle Époque paulistana” pela USP. 

  • Recebeu em 21 de novembro de 2005 o diploma de pós-doutorado realizado junto ao IEB/USP sobre o Pensionato Artístico do Estado de São Paulo (1912-1930), responsável por enviar à Europa, para aperfeiçoamento artísticos, músicos e artistas plásticos de São Paulo

  • Integra o Conselho Editorial da Expressão Popular, editora que produz livros de baixo custo para os movimentos populares em geral. 

  • Profere palestras sobre a história cultural paulistana e literatura em escolas, faculdades e outras instituições, tendo participado dos seguintes eventos: 

  • Salão de Idéias da Bienal do Livro de São Paulo de 2004, “A cidade e o imaginário infantil”

  • Salão de Idéias da Bienal do Livro de São Paulo de 2006, “O legado de Monteiro Lobato”. 

  • XXIII Feira Internacional do Livro de Jerusalém em fevereiro de 2007, no grupo de 12 escritores convidados pela Embaixada de Israel no Brasil

  • Palestra sobre a Villa Kyrial no curso de Letras da PUC de Campinas, em 5 de outubro de 2007

  • Participação no 10º Seminário FNLIJ de Literatura Infantil e Juvenil, na mesa “Monteiro Lobato, sempre”, dia 17 de maio de 2008, na Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

  • Mesa redonda “Literatura e cotidiano no Irã”, na 20ª Bienal do Livro em São Paulo, dia 21 de agosto de 2008

  • Palestra sobre O presidente negro, de Monteiro Lobato na Feira de Livros de Taubaté, em 13 de setembro de 2008

  • Palestra sobre a Belle époque paulistana e a Villa Kyrial no Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade de Campinas, em 15 de setembro de 2008

  • Convidada para o Festival de Filme Documentário (Cinema Verdade) em Teerã, Irã, entre 14 e 19 de outubro de 2008. 

  • Organização da Mostra Cinema: Oriente Médio, festival de filmes realizado anualmente no Cinesec, Centro Cultural São Paulo, Galeria Olido e Cinemateca desde 2008, com o nome Imagens do Oriente.   

  • Participação no Festival Literário Parthenon (FLiPar) em São Paulo, no dia 6 de junho de 2009, em bate-papo com crianças e jovens sobre a vida e obra de Monteiro Lobato.

  • Mediação do debate “Olhares femininos sobre o Oriente Médio”, com Adriana Carranca e Rawan Damen, no auditório do Cinesesc, em São Paulo, em 3/6/2009. 

  • O Pulo do saci – finalista do Prêmio Ana Maria Machado no Concurso Nacional CEPETIN de Dramaturgia para textos teatrais infantis inéditos, 2007. 

  • Palestra sobre Monteiro Lobato na Embaixada Brasileira de Buenos Aires, em 26 de abril de 2010. 

  • Palestra “A grande Pérsia”, no Projeto NARRARte/Irã, os olhos do viajante, na Casa das Rosas, em São Paulo, no dia 2 de julho de 2010.. 

  • Mesa-redonda com a escritora iraniana Azar Nasifi no Salão de Ideias da Bienal do Livro de São Paulo em 14 de agosto de 2010. 

  • Debate sobre o livro À mesa com Monteiro Lobato, no stand da Editora Senac,  na Bienal do Livro de São Paulo em 20 de agosto de 2010. 

  • Ministrou o curso “A representação do outro: biografia e narrativa histórica”, dias 17 e 24 de novembro e 1 e 8 de dezembro de 2010, no projeto Encontros na Maria Antonia, na USP Maria Antonia em São Paulo. 

  • Ministrou o curso “Da antiga Pérsia ao Irã dos aiatolás”, dias 16, 23 e 30 de março de 2011 na Fundação Ema Klabin, em São Paulo.

  • Participou do debate “As revoluções no mundo árabe e a luta das mulheres", dia 7 de abril, na sede da APEOESP.  

  • Mesa-redonda “A mulher e as revoluções no mundo árabe”, na mostra Expressões da revolução - olhares sobre o mundo árabe, na Matilha Cultural, em 19 de maio de 2011. 

  • Convidada para integrar a mesa “Marco zero modernista”, na Flip 2011, em Paraty, Rio de Janeiro, no dia 7 de julho de 2011. 

  • Convidada para integrar a mesa de abertura do Primeiro LID&: Literatura+Imprensa+Debate, sobre Oswald jornalista & crítico, na Flip 2011, em Paraty, Rio de Janeiro, no dia 7 de julho de 2011. 

  • Debate sobre Oswald de Andrade no evento Pós-Flip na Livraria da Vila da Fradique Coutinho em 11 de julho de 2011. 

  • Debate Onda verde, sobre o Irã, na FGV, em 4 de agosto de 2011. 

  • Palestra "Revolução árabe", dia 1o de setembro de 2011, no Seminário de Altos Estudos Contemporâneos, promovido pelo Departamento de Jornalismo da PUC e pela Escola Nacional Florestan Fernandes. 

  • Mesa no Encontros de Interrogação, no Itau Cultural, em 9 de setembro de 2011.

  • Programa Mesa Brasil, no auditório do SESC São José dos Campos, em 27 de setembro de 2011. 

  • Co-organização e curadoria da Mostra "Cinema: Oriente Médio, tradição e revolução", realizada no Cinesesc e Galeria Olido de 29 de setembro a 9 de outubro de 2011. 

  • Mesa Citizen Journalism (jornalismo cidadão) com diretores iranianos e egípcio no auditório da Folha de S.Paulo, em 5 de setembro de 2011. 

  • Co-curadoria do Festival de Cinema das Culturas Árabes e Islâmicas, realizado na Associação Cultural Cecília entre 29 de março e 1o de abril de 2012. 

  • Mesa "A literatura e a Semana de Arte Moderna" dia 20 de abril, na Esplanada dos Ministérios, durante a 1ª Bienal Brasil do Livro e Leitura, em Brasília, realizada entre os dias 14 a 23 de abril de 2012.

  • Júri do 15o Festival Internacional de Cinema de Ismailia, realizado entre os dias 22 e 28 de junho de 2012 no Egito.

  • Palestra "À mesa com Oswald de Andrade", na 22a Bienal do Livro de São Paulo, em 14 de agosto de 2012. 

  • Debate sobre a obra de Monteiro Lobato na Escola de Sociologia e Política de São Paulo, em 19 de outubro de 2012. 

  • Convidada como júri no Festival Internacional de Filmes Documentários em Teerã, Irã, de 3 a 9 de novembro de 2012.  

  • Curadora da Mostra Cinema: Oriente Médio, realizada no Cinesesc e Cine Olido entre 3 e 9 de dezembro de 2012. 

  • Palestra “As obras de Monteiro Lobato sob ataque”, no curso "Direito e Sociedade", na Escola Paulista de Magistrados, em 15 de maio de 2013. 

  • Debate "O Egito após a revolução", com a Profa. Dra. Rabad Elmahdi, da Universidade Americana do Cairo, no Cebri (Centro Brasileiro de Relações Internacionais), no Rio de Janeiro, em 28 de maio de 2013. 

  • Debatedora no Simpósio Internacional "Um mundo em convulsão", na mesa "A emancipação da mulher num mundo em crise", no Departamento de História da USP, em 9 de outubro de 2013. 

  • Curadora da Mostra Cinema: Oriente Médio, realizada no Cinesesc, Cine Olido, CCSP e CEUs, entre 28 de novembro e 3 de dezembro de 2013. 

  • Curadoria da Exposição "Belle Époque na garoa", aberta dia 25 de janeiro de 2014 na sede da Fundação Energia e Saneamento de São Paulo.  

  • Convidada para a Flip 2014, com a palestra “À mesa com Monteiro Lobato”, proferida em 2 de agosto, no evento Cozinhando com palavras, na Casa Literária e Gastronômica Senac/CBL, em Paraty, Rio de Janeiro. 

  • Palestra “Rubem Alves: receita de alegria à mesa”, no evento Cozinhando com palavras na 23a., na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em 23 de agosto de 2014. 

  • “Les modernistas brésiliens à Paris les années folles”, conferência no Espace Krajcberg, Paris, 9 de junho de 2017. 

  • “Littérature et Dictatures”, mesa-redonda na Bibliothèque de Portugais, Sorbonne Nouvelle, Paris, 10 de outubro de 2017. 

  • Entre 2018 e 2019 manteve o programa semanal “Conexão francesa”, para o canal Opera Mundi. 

  • “La découverte de l’Autre dans les textes de la Découverte”, mesa-redonda na Embaixada Brasileira em Paris, em 15 de maio de 2018 e na Maison de l’Amérique Latine em Paris, em 29 de janeiro de 2019. 

  • “Incursões pelo idioma do país de residência: é possível contornar a máxima pessoana?”, no VI Encontro Mundial de Escritores Brasileiros no Exterior, na Fundação José Saramago, Lisboa, dia 22 de fevereiro de 2019. 

  • “Monteiro Lobato: o Brasil em carne e osso”, palestra no Salão do Livro de Paris, dia 15 de março de 2019. 

  • “Ecocide”, debate e exibição de video no Espace Frans Krajcberg, Paris, 21 de outubro de 2020.

  • Primeira Bienal Virtual de São Paulo, na mesa “Literatura com protagonismo negro”, dia 12 de dezembro de 2020. 

Produção acadêmica em: